Andrés Veramendi

Tenor
Andrés Veramendi

Finalista do concurso internacional de Canto lírico Operalia 2003 de Plácido Domingo, realizado na Suiça, Áustria e Alemanha, Andrés Veramendi realiza a sua preparação vocal em Madrid com Isabel Penagos.

Canta pela primeira vez o papel de Alfredo Germont de “La Traviata” em 2009 no Teatro Municipal de Santiago de Chile, sob a direção de Jose Luis Domínguez, com encenação de Jean Louis Grinda. Em 2011 participa na produção de “Macbeth” da Opéra National du Rhine e da Opera de Monte-Carlo apresentada na ABAO, em Bilbao, sob a direcção musical de Donato Renzetti e com encenação de Louis Desire. Canta novamente no Teatro Municipal de Santiago de Chile, em “Tosca” (Cavaradossi), com encenação de Francesco Maestrini e direcção musical de Jose Luis Dominguez e Pedro Pablo Prudencio. Estreia-se como Rodolfo de “La Bohème” no Teatro Municipal de Lima, com encenação de Carlos Palacios e direcção musical de Emmanuel Siffert. Em 2012, na Argentina, participa em “Doña Francisquita” (Fernando), no Teatro Argentino de La Plata, com encenação de Jaime Martorell e direcção musical de Guillermo Brizzio. Estreia-se no Teatro de la Zarzuela (Madrid) como Paco em “La Vida Breve” de M. de Falla, numa produção do Théâtre Royal La Monnaie/De Munt de Bruselas e do Theater Basel de Basileia, com encenação de Wendelin Lang, Herbert Wernicke e direcção musical de Juanjo Mena e Guillermo Garcia Calvo. Estreia-se como Radamés de “Aida” no Auditorio Nacional de Madrid com a Orquesta Clásica Santa Cecilia, sob a direcção de Cristobal Soler. Faz a sua estreia no Teatro Real de Madrid com “Norma” de Bellini, sob a direcção musical de Massimo Zenetti e com “Madama Butterfly” no Teatro Ópera Nacional de Donetsk na Ucrânia.


Faz a sua estreia no Teatro São Carlos de Lisboa na Temporada 2013 com “La Traviata” de Verdi, com encenação de Francesco Esposito e direcção musical de Martin André. Cantou o “Requiem” de Verdi no Auditorio Nacional de Madrid sob a direcção de Thomas Sanderling, e, ainda em 2013, participa em “Manon Lescaut” no Teatro de la Maestranza.

Em 2014 estrea-se no papel de Manrico de “Il Trovatore” no Teatro Cervantes de Málaga com a Orquesta Filarmónica de Málaga, sob a direcção musical de Miquel Ortega Pujol e canta o papel de Calaf em “Turandot” na ABAO, com encenação de Nuria Espert e sob a direcção musical de John Mauceri. Entre os seus próximos compromissos destaca-se “Madama Butterfly” em Lima.

Partilhou palcos em todo o mundo com artistas como Juan Diego Flórez, Roberto Frontalli, Verónica Villarroel, Daniela Barcelona, Lucia Aliberti, Sonia Ganassi, Violetta Urmana, Carlo Colombara, Miki Mori, Milagros Martín, Ismael Pons, entre outros. Foi dirigido por maestros como Donatto Renzetti, Juanjo Mena, Martin André, Michele Mariotti, Miguel Harth-Bedoya, Matteo Pagliari, Miquel Ortega Pujol, Eduardo García Barrios, Sergio Alapont, Thomas Sanderling, Massimo Zanetti, Gioelle Mugialdo, Tulio Gagliardo, Valerio Galli, Denis Kolobok, Enrique Ricci, Juan de Udaeta, Pascual Osa, Ivan Del Prado, Cristobal Soler, Jose Luis Dominguez, Emmanuelle Siffert, Guillermo Garcia Calvo, Carlos Vieu e Espartaco Lavalle. Cenicamente, foi dirigido por Massimo Gasparon, Jean Lois Grinda, Louis Desire, Francesco Maestrini, Carlos Palacios, Jaime Martorell, Francesco Esposito, Vivien Hewit, Wendeling Lang, Ignacio García, Carlos Fernandez de Castro, Rolando Panerai e Luigi Alva.

Data da última edição: 05/06/2014
Não alterar sem permissão. Por favor, destruir todo o material biográfico anterior.
Próximos Eventos
Gran Teatro Nacional de Lima

MADAMA BUTTERFLY

Galeria
Vídeos